Unidade 6 – Aula 1 – Acentuação: quando e por quê

Na Língua Portuguesa, as regras de acentuação servem para marcar a sílaba tônica1 e o timbre das vogais. Existem muitas diferenças entre a acentuação no Português do Brasil e no Português de Portugal. Muitas vogais soam abertas em Portugal e nos outros países lusófonos, mas têm o som fechado no Brasil.

Os acentos agudo (´) e circunflexo (^) fazem parte do grupo dos sinais diacríticos2 do Português.

Agora, vejamos os principais pontos do Acordo no que se refere à acentuação:

  • São aceitas duas formas de acentuação de proparoxítonas cuja vogal tônica e / o está em final de sílaba seguida de m / n. Usam-se acento agudo para o timbre aberto (preferência em Portugal) e circunflexo para o timbre fechado (preferência no Brasil):

    cómodo ou cômodo.
    génio ou gênio.

  • Não são acentuados os ditongos ei e oi de palavras paroxítonas:

    assembleia, ideia, jiboia, heroico, paranoico, apoio (verbo), alcaloide, Coreia, joia, Troia, geleia, paleozoico, etc.

    Fique ligado!

    Exceções: Méier, destróier, porque caem na regra que diz que devemos acentuar as paroxítonas terminadas em r.


  • As oxítonas com ditongos abertos continuam acentuadas:

    herói, constrói, papéis, anéis.

  • Não se acentuam as palavras homógrafas3:

    para (verbo) / para ( preposição).
    Ex.: Ele sempre para para abastecer nesse posto.

    pela(s) (substantivo) / pela (verbo) / pelo.
    Ex.: Eu pelo o pelo do cachorro todo verão.

    polo(s) (substantivo).

    Fique ligado!

    Continuará acentuado o verbo pôr, para se distinguir da preposição por. Também o verbo pôde (pretérito perfeito do indicativo), para se distinguir do presente do indicativo: pode.

    No caso de fôrma/forma, é facultativo o uso do acento, mas ele ajuda a não confundir o significado.
    Ex.: Qual a forma de colocar o bolo na fôrma?

    No Português de Portugal, alguns casos são facultativos:

    1. Distinguir dêmos (1ª pessoa do plural do presente do subjuntivo) de demos (1ª pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo). Só que, no Português do Brasil, a vogal é sempre fechada, então, não se usa o acento.
    2. Para distinguir amamos, do presente do indicativo, de amámos, do pretérito perfeito, pode-se usar o acento, mas não no Português do Brasil, já que, em ambos os casos, a vogal é fechada.

  • Palavras paroxítonas cujas vogais tônicas i / u são precedidas por ditongo também não são mais acentuadas:

    feiura, maoista, sauipe, bocaiuva (tipo de árvore).




  1. Sílaba tônica: A sílaba em que está a vogal tônica.
  2. Sinais diacríticos: Sinais gráficos ou diacríticos são certos sinais que se juntam às letras, geralmente para lhes dar um valor fonético especial e permitir a correta pronúncia das palavras.
  3. Palavras homógrafas: Palavras que são escritas da mesma maneira, mas têm significados diferentes.